quinta-feira, 30 de junho de 2016

#MLVERÃO2016 - O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares [OPINIÃO]



Título: O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares
Autor: Ransom Riggs
Editora: Edições Contraponto
Edição: 2012
Páginas: 344
ISBN: 9789896661281
P.V.P.: 17,70€
A minha classificação: 4/5








Sinopse: "Uma ilha misteriosa. Uma casa abandonada. Uma estranha coleção de fotografias peculiares. 

Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde vai encontrar as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine.

Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas. É possível que tenham sido mantidas enclausuradas numa ilha quase deserta por um bom motivo. E, por incrível que pareça, podem ainda estar vivas...Um romance arrepiante, ilustrado com fantasmagóricas fotografias vintage, que fará as delícias de adultos, jovens e todos aqueles que apreciam o suspense."



Confesso que comprei este livro pela capa e também porque toda a gente andava a falar nele. Pensei que ia ser uma história de terror, com crianças-fantasmas a atormentar alguém. Mas não, não é nada disso.



Este livro faz-nos entrar num universo fantástico (ou devo dizer peculiar?), através dos olhos de um rapaz de 16 anos que perdeu recentemente o seu grande herói: o avô. Desde sempre que Jacob se habituou a ouvir o avô falar sobre a sua infância passada num orfanato que se situava numa pequena ilha no País de Gales. Quando era pequeno, Jacob sempre achou fantásticas as histórias das crianças que viviam com o seu avô , mas à medida que cresce acaba por pensar que tudo não pensava de uma invenção do idoso. Mas será mesmo assim? Disposto a desvendar a morte do avô e seguindo as suas últimas palavras, Jacob viaja com o pai para a tal ilha, em busca do orfanato da Senhora Peregrine. Mas o que ele não esperava era sentir-se em casa num mundo que lhe é tão estranho.



Não sei bem do que estava à espera quando comecei a ler esta história, mas conseguiu surpreender-me de alguma maneira. Gostei da escrita do autor e da forma como nos descreveu o ambiente, a ilha e o orfanato. Sem muitos detalhes, mas os suficientes para criarmos uma ideia. Sem dúvida que o meu capítulo preferido é aquele em que Jacob conhece todas as crianças. E por alguma razão que não sei bem explicar, deixei-me enternecer pela Olive e por toda a leveza ligada a esta personagem. E nem vou falar das imagens maravilhosas que surgem pelo meio do livro. Adorei!



Tal como na história nem tudo é o que parece, também este livro revelou ser algo que à primeira vista não parecia ser. Gostei bastante e espero ler o próximo muito em breve.

Sem comentários:

Enviar um comentário